27 dezembro 2009

Conversas de pijama (3)

- olá!
-
olá!
- como estás?
-
sentado no sofá da sala com jeans e camisola. E tu como estás?
- de pijama
-
ainda?
- já
-
por quanto tempo?
- pq? Estás a pensar vir-me despir?
-
a ideia é mais ou menos essa: vir-me a despir-te
.

21 dezembro 2009

Farsante com uma lata desarmante

- És côncava ou não?
- Nunca me olhei nessa perpectiva. Sou mulher e não um objecto.
- Eu olho para mim e vejo-me convexo ...
- Pois , isso és tu
- Cheio de conv_icções e nada conv_encional.
- Acredito.
- Na minha convexidade ou nas minhas convicções nada convencionais?
- Acho que as tuas convicções nada convencionais postulam a tua convexidade ou o que tu queres impingir-me como sendo a tua convexidade.
- Achas que sou um farsante?
- Sim , acho que sim. Nos jogos que fazes, aqui, sim. És um farsante com uma lata desarmante.
.

16 dezembro 2009

Conversas de pijama (2)

- Conversas de pijama.
- Estás de pijama?
- Não. Não estou de pijama. O que disse foi que as nossas conversas são conversas de pijama
- Mas se nem tu nem eu estamos de pijama como podem as nossas conversas ser conversas de pijama?
- Tens sentido de humor?
- E tu tens sentido húmus, môr?
- Olha, tem dias.

14 dezembro 2009

Conversas de pijama

- A três é muito bom. Nunca o fizeste?
- Não. Para isso é necessário mais duas. E não é assim tão simples. A mulher é muito exigente: não tem tesão com qualquer mulher. E tu ?
- Sim.
- Queres partilhar comigo essa tua inesquecível experiência?
- Faz as perguntas
- Quando?
- Recentemente
- Onde?
- Num hotel
- Com quem?
- Com um amigo e uma total desconhecida (minha)
- De que modo?
- Revelei-lhe que tinha essa fantasia. E ele arranjou o 3.º elemento. E fomos para um motel. Ele fez bem a ligação de uma para a outra
- Ligação?
- De entregar uma mulher à outra
- Hã?
- Quando não há atracção cabe ao homem estimular a mulher para a entregar à outra. Mas ela veio por mim, porque ansiava uma experiência com outra mulher
- Entregou-se a ti sem problemas ?
- Sim, na boa. E não havia entre nós a preocupação de quem era a fêmea ou o macho. Estávamos ali para dar prazer uma à outra. Apenas dar prazer. E o prazer vai em vários sentidos: ele a olhar-nos às duas; eu a olhar os dois; as imagens dos três no espelho

- Hmmmmmmmmmmm
- Quando a lambi e a chupei, ela ficou doida. Mas eu não senti o mesmo depois. Sou sensível ao toque masculino, ao cheiro do homem, à penetração.

11 dezembro 2009

Mal e Bem

- se julgas que te conheço ... estas enganada. Não nos conhecemos nem planeio conhecer-te
- estás no teu direito
- para o bem ou para o mal serei sempre para ti um total desconhecido
- ai, sim???!!! E que pretendes, então, tu de mim?
- quero levar-te para o mal a bem. E se não fores a bem vais a mal. Mas, se não fores nem a bem nem a mal, tudo bem, não faz mal.

10 dezembro 2009

Um beijo

- um beijo. Onde queres o beijo?
- beijoooo simples. Agora, na cara apenas
- e depois?
- logo veremos. Tu convences-me.
- ate logo, então.

Que seca!

- Estás a trabalhar?
- Sim, que seca!
- Não te quero seca. Mas sempre muito molhada.

07 dezembro 2009

Passar fome de rato

«Diz-me uma coisa: já não fOdes há quanto tempo? Três, quatro meses?
Essa rata anda esfomeada. Deve passar fome de rato»
.

04 dezembro 2009

Revelações

Da minha amiga BIANCA recebi este desafio:
(5 - REVELAÇÕES sobre mim)

a) Eu já ... conduzi um automóvel com uma mulher totalmente despida a meu lado e a fazer-me um bóbó (sexo oral);
b) Eu nunca ... deixei (embora já tenha sido abordado para o efeito) que uma mulher me penetrasse com um strap_on;
c) Eu sei ... que um dia vou acabar por ceder (que uma mulher me sodomize com um strap_on);
d) Eu quero ... ter uma sessão de BDSM com uma mulher casada muito, muito, muito tia (menina bem);
e) Eu sonho ... marcar um encontro no quarto de hotel (ou em minha casa) com uma total desconhecida.