Mostrar mensagens com a etiqueta Tesão. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Tesão. Mostrar todas as mensagens

30 maio 2009

Não hei-de morrer sem experimentar: Love Bondage

Seguro e consensual: princípios fundamentais enformadores da prática do Bondage

O fetiche nasce connosco. Está dentro de nós. Não é algo de construído ou fruto de experimentações. Surge, espontaneamente, nas brincadeiras infantis quando as meninas são capturadas e amarradas aguardando ser libertadas pelo seu herói.

Na adolescência, os jovens deliram, enquanto se masturbam no banho, com sessões de tortura e de judiarias indescritíveis com elas bem amarradinhas.

Na idade adulta, o fetiche pode evoluir naturalmente se existir um ambiente favorável. Inicia, então, a mulher uma viagem que a fará entrar nesse mundo maravilhoso de novas emoções e prazeres dela desconhecidos.

Existe o preconceito errado de que a prática do bondage implica um contacto sexual directo entre os parceiros. Ora, isso não é totalmente verdade. Claro que amarrar e ser amarrado dá tesão. A prática do BONDAGE tem naturalmente conotações sexuais: está ligada à sexualidade. Mas podem ocorrer sessões de BONDAGE sem envolvimento sexual directo entre ambos como acontece, nomeadamente, quando é praticado por profissionais.

As cordas

Elas podem ser macias de seda ou algodão e ásperas de cânhamo ou sisal. O que importa é que as cordas são, elas mesmas, um objecto de culto e um poderoso afrodisíaco: o modo como se enlaçam, como se cruzam nas costas da mulher, como se dão os nós, como se encaixam nos seios, como se apertam nas coxas, enfeitiça qualquer amante do BONDAGE.

O contraste é absoluto: a pele macia da mulher e a aspereza da corda de sisal a envolver-lhe os pulsos, os tornozelos, os seios, a cintura e as coxas. Isso provoca nos dois um empolgamento de tal modo incrível que só aqueles que já o experimentaram são capazes de o descrever. E o culto das cordas pode atingir uma tal dimensão que há mulheres que chegam a sentir ciúmes das suas cordas: guardam-nas, religiosamente, e não permitem que sejam usadas para amarrar o corpo de outra mulher.

De salientar que no Japão a arte de amarrar com cordas - SHIBARI- tem o estatuto de culto, quase religião.
.

10 abril 2009

Um dia ele faz-te a parte

- sabes o que digo, quando os nossos amigos vêm com a conversa tipica, tipo: ah e tal o teu marido qualquer dia faz-te a parte.
- o que dizes tu?
- espero que a gaja seja boa porque eu também a quero comer
- bouuuuuuuua!!!!!!!!!!! Essa tá mesmo muito boa.
- ficam mudos. Nunca mais me picam. É remédio santo
- és muito à frente
- pois, mas eu já digo isso há 10 anos, imagina tu
- alguma vez comeste ou foste comida por uma gaja?
- não, nunca. Quando acontecer logo te digo.
- mas tens tesão por mulheres, certo?
- claro que sim. Como todas as mulheres. Só que nem todas o admitem.
- e fantasias com isso?
- não penso muito niso. Quando surgir a oportunidade aproveito e pronto: quero comer e ser comida por uma mulher. Se é para partir a louça, parte-se a louça toda.
.

09 abril 2009

O cheiro do tesão

- uma mulher com tesão tem cheiro e tem sabor.
- pois eh …
- sinto cheiro, um cheiro que só aparece quando estou com tesão
- tesão tem cheiro de baunilha
- não eh bem baunilha eh baunilha com cachaça.
.

08 abril 2009

Coisas simples

Poderia dizer-te que me deixas louco de tesão e de desejo
Poderia dizer-te que me tocas como nenhuma mulher me tocou

Mas hoje apetece-me falar-te das coisas simples da vida

.

27 março 2009

Não hei-de morrer sem experimentar: estar na cama com outra mulher

Transar com outra mulher é foda cool.

No jardim-de-infância brincam meninas com meninas. Mais tarde na escola as meninas fazem companhia às meninas e os rapazes jogam à bola com os rapazes. Sempre foi assim. Como se pode contrariar a natureza?

O despertar da puberdade e a descoberta da sexualidade das adolescentes é feita, regra geral, com outras meninas. Brincadeiras infantis com alguma conotação sexual têm lugar nesta altura: abraços e carícias, dormirem e tomarem banho juntas, pentearem-se, arranjarem as unhas, pintarem-se umas às outras. Algo de inadmissível entre os rapazes, não é visto como ética ou socialmente reprovável entre as mulheres.

Por essa razão, a bissexualidade feminina está latente no seu imaginário mais do que a bissexualidade masculina, reprimida desde a nascença. Anos depois, mulheres adultas e despertas sexualmente, ao reviverem as brincadeiras de infância exclamam: ai, como eu era ingénua! E fantasiam como seriam, agora, diferentes o sabor dos beijos, os arrepios dos toques e as palpitações das carícias.

O desejo sexual, aquilo a que na gíria se chama tesão, resulta de factores diversos: biológicos (a tal química, hoje, muito badalada), factores culturais e sociais e mesmo factores psicológicos (fantasias e sinais externos indutores dessas fantasias). Ora, as mulheres, tal como os homens, podem sentir tesão por outra mulher mas não sentem tesão por qualquer mulher.

E, aqui, começa a principal dificuldade de algumas mulheres realizarem uma fantasia que povoa de forma recorrente o seu imaginário erótico: estar na cama com outra mulher. Quando encontram a mulher que as levariam a novos patamares de desejos e sensações sentem-se impotentes e bloqueadas para dar o salto em frente, nomeadamente por falta de coragem em abordar e se abrirem com a mulher que as despertou sexualmente e, ainda, por receio da sua própria orientação sexual.

Mas os tempos estão a mudar. Revistas de grande circulação abordam, sem falsos pudores, esta fantasia enfatizando não ser determinante, em absoluto, da preferência por um ou outro sexo o facto das mulheres ansiarem estar na cama com outra mulher.

Interessante constatar que na bissexualidade feminina não existe, muitas vezes, uma clara demarcação entre o macho e a fêmea, contrariamente ao que acontece com a bissexualidade masculina. Ambas estão ali para desfrutar do prazer do toque macio da pele, do cheiro e do sabor de alguém tão igual e tão diferente de si mesmas. E descobrem, com espanto, que a melhor forma de conhecerem o seu corpo é através do corpo de outra mulher.

Sexo entre mulheres é sexo cool

21 março 2009

Seduzir uma quarentona

Desafiando o destino: como ele seduziu uma mulher casada, quarentona.

.

- agora, namoras? Mas tu não és casada?

- tenho um affair, entendes? Com um miúdo de 26 anos

- para que queres tu um puto com 26 anos?

- aconteceu

- aconteceu? Aconteceu como?

- fui aos anos de uma prima minha bem mais nova que eu mas com quem mantenho uma óptima relação. E ele estava lá.

- quero saber como tudo aconteceu: os olhares, os gestos, as emoções …. Tudo.

- porque haveria de contar-te?

- porque sim. Porque eu quero. Porque te estou a pedir. Porque isso me dá tesão.

- tu não mandas em mim, apesar do que se passou entre nós. Não tens nenhum ascendente sobre mim. Entendes?

- conta, porra!

- mal entrei, trocámos alguns olhares. E achei-o logo muito atraente quando a minha prima mo apresentou..Ele também olhava muito para mim

- e

- foi na parte da dança ...que ele começou a atacar. Lol

- conta o que aconteceu, Quero saber os pormenores todos

- ambos a dançar e a beber champanhe. ....ele começou a deitar charme para cima de mim....o sorriso dele é muito bonito e cativou-me

- e...

- comecei aos poucos a ceder…a dar troco....ele percebeu que eu estava a gostar. Cada vez estávamos a dançar mais juntos. Deixei que ele me tocasse a dançar ....pôs-me a mão na cintura ….beijava-me as mãos ...

- e os outros não se apercebiam?

- lol. Estava toda gente a dançar, divertida...

- mas tu e ele faziam um par especial, dada a diferença de idades. Era normal que reparassem em vocês

- não estávamos a fazer nada que os outros não estivessem a fazer. Ninguém estava a ligar a isso. Havia gente, de muitas idades diferentes, embora a maioria fosse jovem

- e depois ?

- depois estiivemos a falar, sentados, sobre banalidades e sempre a beber

- e...

- começou a dar-me morangos com chantilly na boca de uma forma sexy

- hmmmmmmmmmmmmmmmm …. Cuidado! Ele sabia-a toda.

- quando disse que tinha de ir embora, ele, discretamente, sem as pessoas se aperceberem saiu para me levar a casa de carro. E no elevador demos o primeiro beijo

- e foi só um beijo? Sem apalpões nem nada?

- que achas????? No carro começou a acção. Estava tão excitada, tão excitada, que fiz-lhe sexo oral com o carro em andamento.

.

05 março 2009

Fantasias na auto-estrada

Ele é Dono e Senhor do seu prazer

- Posso acariciar-me antes de dormir? Por favor!...
- Não. Não mereces

No dia seguinte

- Vais a conduzir na auto-estrada? Pára na próxima estação de serviço. Vai à casa de banho e masturba-te.
- Vou parar na próxima área de serviço para cumprir a Sua ordem. Estou cheia de tesão e a sentir-me húmida.
- Tenho orgulho em ti.
- Obrigada, Senhor. Pensei que não era capaz. Adorei, adorei. Sigo viagem, agora

22 fevereiro 2009

O cio

A força poderosa das palavras

- quando falas comigo sinto-me toda a escorrer
- devia ter vergonha
- vergonha de quê?
- de ser tão puta
- como assim?
- é como se fosse o meu corpo a comandar ... a mandar em mim.
- só penso em ter e dar prazer
- falas para mim e eu perco o controlo

- só sinto tesão.
- vontade de dar a cona
- vontade de oferecer a minha boca
- e …

13 janeiro 2009

Preso por ter tesão e ... preso por não ter tesão

Quis a sorte ou o destino que os nossos caminhos se cruzassem de novo. E, após o trabalho, passávamos os fins de tarde em amena cavaqueira.

Gostava da sua companhia: era uma mulher culta, com sentido de humor e com uma grande vontade de viver. "A vida sem sensualidade não faz sentido. Tenho tesão de viver e vivo com tesão" - repetia-me ela vezes sem conta.

Mas nunca tinha despertado a minha libido. E eu percebia como isso a deixava triste quando os nossos olhos se cruzavam.

"Essa dos homens só terem sexo na cabeça é um mito" - lembrava-me ela amiúde. " O sexo na cabeça ou a cabeça no sexo? - brincava eu.

Foi transferida de departamento. Nunca mais nos voltámos a ver.

29 dezembro 2008

A força do desejo

Colocar nas palavras aquilo que é impossível colocar nas palavras: os instintos, os impulsos, as emoções
(Lobo Antunes)

- eu venho, aqui, para conversar. Estou sozinha e gosto de conversar.
- e nunca sentes, aqui, tesão? Nunca te apeteceu ser papada por um Lobo_Mau?
- deves estar parvo … Olha, vamos ficar por aqui
- vamos?
- sim
- sim?
- e tu sabes que ….
- eu sei que …
- isso que estás a pensar
- sim … e ….
- não me faças isso! … por favor! ....
- sim? E tu não queres mesmo? Sê sincera.
. .....
- … quero … vem para mim … vem …
- sim?
- pega em mim … assalta-me … força-me!
- uuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiii
- abre-me as pernas! rasga-me! fode-me!
- calma, vamos com calma. Estás, assim, com tanto tesão?
- estou.
- como estás vestida?
- estou com meias de ligas, soutien e um robe por cima
- sem cuecas?
- sim, tirei-as no início da nossa conversa.
- desde quando estás com tesão?
- desde que começámos a falar
- e porque o negaste até agora?
- lol ... achas? .... o que ias pensar de mim?
- que estás viva ... como Mulher.

09 dezembro 2008

Inversão de papéis (2)

- É um fetiche meu … vou enfiar-te o strap_on todinho ... e vais gemer de TESÃOOOO. Queres ?
- Lol. Isso dá-te, assim, tanta tesão? Olha que sou virgem e ...
- TANTAAAAAAAAAAAAA !!!!!!!!!!!!! Esta fantasia assalta-me constantemente. É quase uma obsessão. Adoraria estar no pele de homem, sentir-me poderosa no papel de homem e vê-lo a gemer de tesão.
- Se é assim tão importante para ti … combinamos isso um dia.
- Ohhhhhhh … Que bom !!! Nunca imaginei realizar esta minha fantasia com um virgem .
- Mas exijo que o faças sem pressas e com muita meiguice. Terás de ser muito paciente comigo.
- Confia nas minhas capacidades ... vais adorar. Talvez, antes do fim do ano, vá ao Porto. Depois vou de férias 2 semanas para o Dubai.
- Hmmmmmmm ……
- Acho que vamos amar :-)
- Ok. Combinamos e vou ter contigo ao hotel
- Tenho que ir comer. Tu matas-me!
- Mato-te? Como?
- De fome!
.

25 novembro 2008

Kama Sutra para a Mulher (2)

as práticas sexuais mais inconfessáveis
Alicia Gallotti

DESFRUTAR, OLHANDO
  • O despertar sexual entra pelos olhos
  • Olhar e ser olhado, eis a questão
  • O erotismo, mais fantasia que beleza
  • O tesão de olhar também se provoca
  • Os espelhos devolvem o olhar

12 novembro 2008

Mulheres Sádicas

Fantasias Femininas

- És sádica tu?
- Não. Acho que não. Mas torno-me sádica nas minhas fantasias
- Como????!!!. Conta!!!!
- Achas?
- Eu sou um túmulo. E estás protegida pelo anonimato
..
- Fantasio em amarrá-los e deixá-los cheios de tesão à minha espera. Nas minhas fantasias amesquinho-os, infantilizo-os, visto-os com roupas femininas e deixo-os horas fechados a implorar por sexo.
- As mulheres tendem a adoptar, cada vez mais, comportamentos tradicionalmente masculinos. Fazem-no para se afirmarem?
- Nessa fantasia sinto-me uma mulher segura, poderosa, dona do mundo. Sinto-me como um homem, igual a um homem.
- Hmmmmmmm
- É a forma que encontrei para expressar a minha raiva, contida por tanto tempo, e libertar a energia sexual acumulada. Depois, volto-lhes as costas e satisfaço-me com uma mulher.
.

02 novembro 2008

Tesão

- Estou sentadinho no sofá muito quentinho
- Ai, ai ... pareces um velhote
- E tu estas fria?
- Eu estou quentíssima, como sempre, cheia de speed e sem espaço para gastar esta energia toda.
- Não acredito que estejas assim tão quente. Só com provas palpáveis
- Olha, estou com um vestido preto de malha .... acima do joelho ... meias pretas ... de liga, botas até ao joelho e com uma pica que nem te passa
- COMO ????????????
- Se apanhasse um homem, agora, e estivesse sozinha ... cavalgava-o como se não houvesse amanhã.
.
.

20 outubro 2008

27 setembro 2008

Mulheres jovens e solteiras pagam por sexo

Fantasias Femininas

Pagar para ter sexo deixou de ser exclusivo dos homens. O estereótipo de que apenas mulheres maduras (com mais de 50 anos) procuram os lover's boys acabou. Cada vez mais mulheres jovens e solteiras procuram homens para, sem pressas, sem compromisso, num ambiente relaxante, satisfazerem todos os seus desejos e fantasias. Elas não sentem por eles paixão: sentem tesão. A curiosidade para umas e o prazer associado ao proibido e à transgressão para outras mostram-se irresistíveis.

Fartaram-se de ouvir as desculpas esfarrapadas do costume, quando a relação começa a ficar mais séria. E, agora, são elas a tomar a iniciativa: são donas e senhoras do seu próprio prazer.

E não estão mais dispostas a aturar chatos que não percebem que o tempo deles se esgotou.
Mas estas mulheres não procuram só sexo, ao contrário dos homens: podem pagar a um homem para as levarem a um concerto, a uma festa para impressionarem as amigas ou algum pretendente (ou mesmo para fazerem ciúmes a um namorado).

A principal preocupação deles é que elas não se apaixonem, o que ocorre com frequência. Nessa altura, é importante fazê-las entender que a função deles é proporcionar-lhes o prazer que elas procuram (a troco de dinheiro). Não deixa de ser estranho e de certa forma parodoxal que este serviço esteja a ter uma procura crescente entre as mulheres jovens e solteiras.

Saber mais:
Um gigolo é um homem que é pago para fazer o que qualquer idiota está disposto a fazer de graça
A diferença entre o sexo pago e o sexo grátis é que o sexo pago costuma sair mais barato
.

20 setembro 2008

Testiculocefalia

HOMENS ALTERADOS

Os homens apontam, como razões para a sua infideidade: falta de amor, insatisfação sexual e crise ou problemas no casamento. Causas apontadas, igualmente, pelas mulheres.
E, ainda,
A natureza masculina, instinto, “aconteceu”, oportunidade, atração, desejo, vontade, tesão, testiculocefalia, não conseguir resistir, para não se arrepender das oportunidades perdidas.

Testiculocefalia?!!! Pode voltar a repetir?
.

06 setembro 2008

Mulher com Tesão

MULHERES ALTERADAS

- percebi que estás cheia de tesão..
- a transbordar. Acho que não é difícil de perceber porque deixei pistas bem claras, bem sugestivas. Melhor que isso só se me despisse no meio da rua e gritasse bem alto: ESTOU CHEIA DE TESÃOOOOOOOOOOO!!!!
- era giro.
- era giro mas muito perigoso.


22 agosto 2008

Provocadora

Desejo-te quando, no emprego, recebo mensagens loucas no telemóvel
Desejo-te quando, na esplanada, me olhas nos olhos com tesão a passar a ponta da língua no lábio superior
Desejo-te quando, no carro, me mostras as pernas

Desejo-te quando, na rua, desapertas um botão da camisa e me mostras os teus seios perfeitos
Desejo-te quando, no café, cruzas e descruzas as pernas de forma safada
Desejo-te quando, no nosso restaurante predilecto, tiras as cuecas

Desejo-te quando, no elevador, te esfregas em mim
Desejo-te quando, ao entrar em casa, me apalpas o rabo
Desejo-te quando, na cama, ficas toda exposta e me gritas: «Quieto. Não mexe!»

PROVOCADORA, ADORO-TE!
.

09 agosto 2008

A tesão não escolhe idades

- posso fazer-te um pedido?
- que queres de uma cinquentona?
- és cinquentona?
- fiz há dias 50 anos. Que horror! (ele achava que eu tinha 23 anos :))) )
- tb não sou novo. Sou da tua idade
- mas os homens são sempre mais novos, isto é...têm mais encanto que as mulheres
- mas as mulheres tem mais tesão.
- isso está na cabeça. O desejo mora lá, sabias?
- lá em baixo ou lá em cima?
- no andar de cima. Depois estabelecem-se relações de vizinhança. Faz lá o pedido.
- é mais um desafio ...
- ah ... o desafio do 1.º post do teu blog?
- não. O desafio é o seguinte: dorme, hoje, toda nua. E faz isso porque eu te pedi.
- hmmmmmmmmm… Talvez sim....talvez não.
- sim ou não?
- porque não? Pedido atendido.
- se te apetecer tocar-te, toca-te.
- claro que sim.
- boa noite.
- boa noite.